Sim N?o

Os Brinquedinhos de sex shop

17 de fevereiro de 2014

Estimuladores, consolos, vibradores. Você já usou brinquedos de sex shop?

 

Pietra Príncipe convida a modelo Jaque Khury para um papo sobre os inúmeros modelos e as peripécias na hora de comprar acessórios para usar na cama.

 

Síntese

7 de janeiro de 2014

Olhares lúbricos, palavras de baixo calão soando como poesia rebuscada,

mini torturas pontuais, joelhos no chão…

Boca, é claro.

Você pede mais, eu faço que não mas obedeço

(querer obedecer é submissão?)

mesmo porque eu te persuadi a me dar ordens

ou será que foi o contrário?

O importante é sentir e não saber nessa hora

Se avalio a parte obscura dos desejos guardados lá dentro, ainda mais fundo

penso que podemos

mais fundo… sim podemos

eu não tenho medo e você canaliza algo de agressivo, de monstro, de animal e mergulha

Mãos, pés…

Pulamos sete ondas e já é ano novo.

Não serei prolixa, serei sucinta, sintética…

Me tome!

Feliz Ano Novo!

 

Cuidado! Voltei armada e teremos muito tempo juntos em 2014!

Love,

@pietraprincipe

 

“Fantasias e cafonices sexuais”

12 de dezembro de 2013

Você já usou fantasia durante o sexo?

Hoje o tema do Papo com @pietraprincipe é “Fantasias e cafonices sexuais” com a apresentadora e madrinha de bateria, Tânia Oliveira, como convidada.

Uma reflexão divertida sobre o que vale e não vale vestir na hora H.

Papo com @pietraprincipe

16 de outubro de 2013

O “dilema da depilação masculina” é o primeiro tema da minissérie de vídeos Papo com @pietraprincipe!
Confira e divirta-se com a opinião – sem papas na língua – da nossa musa que assina o blog da Delicious.

Do Nada

22 de setembro de 2013

Da urgência fremente em tê-lo, sobrou um ranço de constrangimento e cansaço. A mulher cansa: Do namorado, do cara que trepa sem compromisso, do homem que ama…Ivariavelmente as pessoas cansam. Por um dia, para sempre, mas sempre.

Bad trip pós coito, biscoito da sorte.

E por mais que se minta e sim, se mente

Lugar bom para esquecer é cama quente

Lá onde se chora o choro dos felizes, dos miseráveis

Pelo motivo A ou pelo motivo B

Eu mesma já chorei por todas as letras e pontos: G,H, inocência que não se perde, juvenil.

Fraturas expostas sofri

Tentaram me costurar, mas talvez eu não me emende

Sou fluida, teço planos de não ter planos,

Uso só os perigosos, os que vão dar errado ou errado

Me derramo quando me manipulam direito,

E por vezes mesmo, me entornam “água morro abaixo”

Já líquida, evaporo, sumo.

“Ei, do nada?”

Sobre a mulher, testemunho, boto fé  e rubrico:

Com a mulher nunca é ‘do nada’

Da urgência fremente lá na frente, para um ‘estranhamento, um quase desejo de amnésia’…

A mulher não sublima, não supera.

A mulher cansa

Cansei.

@pietraprincipe

Prudence Caipirinha

receba nossa newslleter